Casas e castelos de sonhos…

20 06 2007

faja-do-mar-02.jpgfaja-do-mar.jpg

 

 

Há lugares que nos marcam. Penso que essa é uma ideia partilhada por todo o comum dos mortais que vive neste mundo. Por outro lado, há também sítios que marcam mais do que uma pessoa – quem sabe, até, por razões diferentes.

Há sítios que dizem mais alguma coisa do que aquilo que aparentam. Estou-me a lembrar, por exemplo, de uma construção que bem poderia ser uma casa ou um castelo de sonho. Sempre que passei por ali senti-me atraído por aquele casarão, ou o que restava dele. Acho que essa é uma sensação que senti desde miúdo, ou desde que me lembro de ver aquelas ruínas. Mas, talvez mais curioso ainda, foi o facto de ter encontrado alguém que também se sentiu atraído. Quis o destino que passássemos ali juntos. Não me recordo, exactamente, quem é que falou primeiro. Mas sei que ambos revelámos os sonhos para aquele lugar. De repente, no interior daquelas paredes inóspitas, acendeu-se uma lareira e, no topo da chaminé, começou a sair fumo. Uma residencial, uma casa de campo, uma pensão, um castelo… Não importa. Em comum têm o facto de ser um lugar acolhedor, onde cheira a madeira queimada e se ouve o estalar da lenha ao lume. É, acho que é isso mesmo. Este casarão está numa espécie de lista de casas e castelos de sonhos. Sempre que passo por lá, agora, imagino o tal fumo na chaminé e reconforto-me com uma chávena de chá, o calor da magnífica lareira e o tapete em que me deito para ouvir os sons da lenha a queimar. Adoro este lugar. E hoje apeteceu-me falar dele.

Advertisements




Futuro…

20 06 2007

«O meu interesse é no futuro, porque é lá que passarei o resto da minha vida».

 

Charles F. Kettering





Na plenitude, nas nuvens…

19 06 2007

imgp0804.jpg

Como um pássaro que voa entre as nuvens, assim somos nós quando nos sentimos realmente bem. Connosco e com o resto do mundo. Nesses dias, podemos cantarolar pela rua, vestir o que nos apetece, usar o perfume que nos agrada. No fundo, fazer, exactamente, aquilo que queremos. Sem nos preocuparmos com aquilo que os outros pensam e, pior que isso, aquilo que os outros dizem. Como diz a música…. “Não me chateiem que eu agora estou na Lua”. O resto, bem…, o resto logo se vê.





Pessoas especiais…

6 06 2007

A uma pessoa muito especial para mim… deixo-lhe hoje, aqui, esta pequena frase de Fernando Pessoa, pequena no número de caracteres, mas de uma vastidão de sentidos:

«O valor das coisas não está no tempo que elas duram, mas na intensidade com que acontecem. Por isso, existem momentos inesquecíveis, coisas inexplicáveis e pessoas incomparáveis».

.





Coisas dificeis de dizer…

1 06 2007

luz.jpg

Partilho uma curiosidade que ouvi hoje: «Sabias que as três coisas mais difíceis de dizer são: Amo-te, desculpa e ajuda-me? As pessoas que conseguem dizê-lo, realmente sentem necessidade disso ou sentem-no, e são aqueles que realmente precisas de valorizar, porque o disseram».