Flores e borboletas de Fernando Pessoa

24 05 2009

Passa uma borboleta por diante de mim.

E, pela primeira vez no Universo, eu reparo

Que as borboletas não têm cor nem movimento.

Assim como as flores não têm perfume nem cor.

A cor é que tem cor nas asas da borboleta.

No movimento da borboleta o movimento é que se move.

O perfume é que tem perfume no perfume da flor.

A borboleta é apenas borboleta. E a flor é apenas flor.


Fernando Pessoa


Actions

Information

One response

27 07 2009
Verônica

que lindo esse poema, alias adorei esse site =)

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s




%d bloggers like this: