Um dia…

15 10 2009

Há momentos que nunca mais nos separam. Minutos, horas, ou dias, que parecem séculos. Há dias que transbordamos felicidade. Assim como há minutos, dias, e até anos, em que saboreamos a mais amarga das melancolias. Há dias em que despertamos com o sol radioso e deliciamo-nos com a energia que ele nos transmite. Mas também há dias em que nos deixamos dormir, sem nenhuma vontade de acordar. Como se teimassemos num sonho que desvanece ao abrir os olhos, logo pela manhã. Não podemos impedir que o sol nasça todos os dias. Talvez não. Mas está nas nossas mãos abrir as janelas, deixá-lo entrar e decidirmos enfrentar o novo dia que nasce. Todos os dias da nossa vida. Um dia… quem sabe???…..

Advertisements